O ACASO

Seja por crença ou descrença, está sempre presente

Uns atribuem ao divino, algo maior que exista além da nossa existência

Outros deixam vagos, como o inesperado que vem sem avisar

Mas todos concordam que não há nada mais emocionante do que quando ele chega em nossas vida.

Junto vem o frio na barriga, a inquietação, a insônia e tudo mais

Deixa o coração palpitando e a alma leve, pois traz a esperança de que a vida vai melhorar.

Acaso, você é sempre bem-vindo!

Presente de Deus

A muitos anos pousou na minha vida

Um presente de Deus

Que veio sem esperar

Mas na forma perfeita

E sabe aquela listinha que você faz pra Deus

Pois é, Ele cuidou da minha com capricho

Do gosto ao rosto …

E o nosso jeito largado

De nunca nos lembrarmos do aniversário de casamento

E depois de meses darmos risadas pelo esquecimento

Seria desleixo? Não

Talvez seja porque a gente não comemora essa data

Pois parece que somos casados desde sempre

Mesmo antes que soubéssemos

 

P.S. incrivelmente após quatro anos nos lembramos da data kkkk

O fervor da chegada

Logo na chegada a gente sempre se anima. Novo trabalho, novos desafios.

E a nova ministra de Direitos Humanos, Maria do Rosário, tem se mostrado assim.

Logo em sua chegada já disse que quer investigar os crimes da ditadura militar. Ano após ano esse assunto é jogado de lado pela politicagem brasileira.

E como a gente só esconde o que não gostaria que ninguém soubesse, não deve ter coisa boa nesses arquivos. Alguém tem dúvida?

Fica aqui a nossa esperança que a ministra não nade e morra na praia. E que consiga algum avanço antes que lhe “peçam” para se retirar.